quinta-feira, 27 de julho de 2017

O Filme da Minha Vida


Direção: Selton Mello 
Roteiro‎: ‎Selton Mello e Marcelo Vindicatto
Elenco: 
Johnny Massaro
Bruna Linzmeyer. 
Vincent Cassel
Selton Mello
Bia Arantes
Ondina Clais Castilho
Martha Nowill
João Prates
Antonio Skármeta

Rolando Boldrin.



Sinopse:
O jovem Tony decide retornar a Remanso, Serra Gaúcha, sua cidade natal. Ao chegar, ele descobre que Nicolas, seu pai, voltou para França alegando sentir falta dos amigos e do país de origem. Tony acaba tornando-se professor, e vê-se em meio aos conflitos e inexperiências juvenis. 


Minha Opinião:
Depois de dois bons longas e especialmente da série "Sessão de Terapia", Selton Mello parece ter encontrado sua voz como diretor. Uma voz doce, carregada de nostalgia e da sensibilidade de quem entende muito bem o que se passa no íntimo de suas personagens. Mas também é a voz de um artesão rigoroso, caprichoso em cada detalhe.

Nesta excepcional adaptação do livro "Um pai de cinema', do chileno Antonio Skármeta - também autor de "O Carteiro e o Poeta" -, o trabalho de roteiro é primoroso. Bem dividido em atos, guarda uma série de viradas de trama, alívios cômicos e, principalmente, emoção potencializada. 
É um filme denso, onde não há um único plano sobrando. Cada cena foi cuidadosamente desenhada para significar mais do que parece à primeira vista. Detalhes como a bicicleta do filho estacionada à frente da motocicleta do pai; a fusão do filme assistido no cinema com o rosto do ator ou a fumaça que envolve o maquinista - uma participação quase sobrenatural de Rolando Boldrim... são alguns dos inúmeros os fragmentos que compõem o quadro complexo pintado pelo diretor. Mas apesar de todo rigor estético, ainda nota-se alguma margem para improviso em algumas sequências, o que ajuda a oxigenar a tela. 

Cada item da produção traz o melhor que se poderia desejar para contar uma boa história: a direção de arte, os figurinos, as locações sulistas, a pós produção, a edição, a trilha sonora original, as belas canções, o desenho de som, são todos trabalhos excepcionais. Mas deve-se louvar a fotografia de Walter Carvalho, um capítulo à parte, com sua paleta de cores frias, ora oníricas, ora fantasmagóricas, mas inquestionavelmente belas.

O elenco é outro destaque. Johnny Massaro consegue imprimir brilhantemente a evolução da maturidade do protagonista que se vê como coadjuvante de sua própria história, ele vai do ingênuo professor quase adolescente ao adulto bem resolvido apenas com o olhar. O francês Vincente Cassel - um dos grandes atores do cinema mundial - traz uma melancolia dolorida, mas altiva na ação presente e uma alegria paternal nos flashbacks. Selton Mello se sai bem como o moleiro grosseirão, portador das melhores frases do filme, como: 'não quero ter filho porque gosto de dormir e casar também não quero, porque gosto de acasalar'. E as mulheres do filme não ficam atrás: Ondina Clais, Bia Arantes e Bruna Linzmeyer criaram personagens complexas, cheias de camadas, que nem sempre desvelamos. 

Selton Mello tem a cara do cinema nacional sem pobrismo, sem coitadismo, sem militância. Traz uma mensagem carinhosa e otimista com seu filme, que nos faz deixar a sala com um sorriso no rosto e no coração.







Brasil 2016 - Duração: 113 minutos
Distribuição: Vitrine Filmes - Gênero: drama

Data de estreia: 03/08/17










Love Film Festival


Direção: Manuela Dias
Elenco: 
Leandra Leal
Manolo Cardona
Nanda Costa
Eduardo Moscovis
Luz Cipriota
Gustavo Machado
Cláudio Assis
Beto Brant
Kleber Mendonça Filho
Natalia Lage
Helena Ignêz
Djin Sganzerla
Guto Parente


Sinopse
Filmado em quatro países – Portugal, Brasil, Colômbia e Estados Unidos –, este filme é um documentário sobre personagens fictícios. Conta a história de Luzia e Adrián, uma roteirista brasileira e um ator colombiano, que se apaixonam num festival de cinema em 2009 e vivem um amor ao longo de seis anos, sempre em festivais de cinema ao redor do mundo.



Brasil 2014 - Duração: 100 minutos
Distribuição: ArtHouse - Gênero: romance
Data de estreia: 27/07/17






Esteros


Direção: Papu Curotto
Elenco: 
Ignacio Rogers
Esteban Masturini
Joaquín Parada
Renata Calmon
Maria Merlino
Marcelo Subiotto
Pablo Cura
Felipe Titto



Sinopse:
Matias e Jeronimo são dois grandes amigos que cresceram juntos em Paso de Los Libres, uma região simples e folclórica na Argentina. Durante sua adolescência, surgiu uma inesperada atração sexual entre os dois, que viveram os sentimentos com curiosidade. Mas a vida acabou separando seus destinos. Após anos afastados, eles lidam de maneiras totalmente distintas com as lembranças do passado. Mas, quando os dois se reencontram, o sentimento renascerá e se confrontará com todos os tipos de conflitos morais.



Comentário:
A relação central é forte e sincera e se desenvolve de maneira crível. As personagens coadjuvantes são quase figurações, concentrando toda ação nos rapazes. Tem carisma suficiente para vencer os prêmios de público e júri no último festival de Gramado. Como curiosidade, foi co-produzido pelo ator brasileiro Felipe Titto. 





Brasil / Argentina / França 2016 - Duração: 85 minutos
Distribuição: Europa - Gênero: drama
Data de estreia: 27/07/17






quinta-feira, 20 de julho de 2017

Detetives do Prédio Azul - o Filme


Direção: André Pellenz
Elenco:
Tamara Taxman
Letícia Braga
Anderson Lima
Cauê Campos
Suely Franco
Caio Manhente
Pedro Henrique Motta
Charles Myara
Letícia Faria Pedro
Ronaldo Reis


Sinopse
Os Detetives do Prédio Azul são confrontados com o maior caso de suas vidas: salvar o próprio edifício da destruição. Pippo (Pedro Henrique Motta), Sol (Letícia Braga) e Bento (Anderson Lima) se infiltram na festa de Dona Leocádia (Tamara Taxman), a terrível síndica que é, literalmente, uma bruxa. Lá eles presenciam um crime "mágico", que condena o Prédio Azul a uma demolição de emergência. Para completar, a única testemunha - o quadro falante da Vó Berta (Suely Franco) - desaparece, e Dona Leocádia é enfeitiçada para ficar boazinha. Para resolver esse caso, os detetives vão contar com a ajuda do porteiro Severino (Ronaldo Reis), que empresta sua Kombi azul novinha para ser a sede de investigação. A aventura fica completa quando Tom (Caio Manhente), Mila (Letícia Pedro) e Capim (Cauê Campos), fundadores do clubinho original, são trazidos de volta ao Rio de Janeiro para ajudar no caso.


Brasil 2016 - Duração: 90 minutos
Distribuição: Downtown/Paris - Gênero: infantil - Classificação: Livre
Data de estreia: 20/07/17






sexta-feira, 14 de julho de 2017

Fala Comigo


Estreia: 13 de julho de 2017
Brasil 2017 
Drama 92'
Direção e Roteiro: Felipe Sholl 
Elenco: Tom Karabachian, Karine Teles, Denise Fraga, Emílio de Mello, Anita Ferraz, Daniel Rangel, Manoela Dexheimer.



Sinopse:
Diogo (Tom Karabachian) tem um estranho fetiche: ele sente prazer ao ligar para as pacientes de sua mãe, Clarice (Denise Fraga), que é terapeuta. Certo dia, ele liga para Ângela (Karine Teles), uma mulher de 43 anos que acaba de se separar do marido. Os dois iniciam uma complicada relação pelo telefone, repleta de curiosidade e de silêncio.



Minha Opinião:
Uma história de amor sempre envolve conquista e sedução, 'Fala Comigo' vai além da superfície para explorar os jogos de poder que envolvem uma relação assimétrica entre um adolescente de 17 anos e uma mulher de 43..
O filme conta a história do filho de uma terapeuta (Denise Fraga), Diogo (Tom Karabachian), que tem o hábito de masturbar-se ao telefonar para as pacientes da sua mãe, catalogando cuidadosamente suas experiências. Numa dessas ligações, depara-se com a Ângela (Karine Teles), uma mulher fragilizada por sua recente separação, com quem eventualmente se envolve.
A mulher vê no rapaz o elo perdido com sua juventude interrompida pelo casamento, o menino vê nela a chance de pular etapas no amadurecimento, direto para o mundo adulto.
Mas é difícil definir quem manipula quem. Tanto ela usa sua independência e maturidade sexual para atraí-lo, como ele parece ciente de sua escolha. Detalhes do roteiro como seu hábito de leitura, que inclui Freud, mostram que o garoto sabe o que está fazendo.
Conforme o relacionamento deles evolui, o mundo aos eu redor começa a desmoronar. As expectativas dos pais e dos amigos se frustram com a entrada da intrusa, e eles acabam demonstrando indisfarçável preconceito. Esse sentimento acaba contagiando os próprios espectadores, que não ficam imunes à proposta.
Mas o incômodo que o filme deixa advém de nossos preconceitos individuais. Haverão os que se incomodarão por um ou outro lado. Eu tomei inadvertidamente o lado dos pais, quando me dei conta, torcia para que o casal logo se separasse. Foi o desconforto que me causou que me incomodou. Isso é uma ótima premissa para um cinema de qualidade, aquele que não nos deixa em nossa zona de conforto.
Não dá para ignorar que existem alguns hiatos desnecessários, que tornam o filme menos enxuto e poderiam ser evitados na edição, mas diversas cenas especialmente bem construídas nos fazem relevá-los. Apesar de ser um filme essencialmente de roteiro, o diretor estreante Felipe Sholl consegue imprimir sensibilidade e deixar sua marca autoral em vários momentos, especialmente quando a câmera se desvia do óbvio para concentrar-se na emoção e na sexualidade, sem precisar ser explícito ou banal.
Premiado como melhor filme e atriz no último Festival do Rio, é o começo promissor para um jovem cineasta com algo a dizer.










quinta-feira, 6 de julho de 2017

Soundtrack


Direção: 300ml (Bernardo Dutra e Manitou Felipe)
Elenco:
Selton Mello
Seu Jorge
Ralph Ineson
Thomas Chaanhing
Lukas Loughran
J.G. Franklin



Sinopse
O fotógrafo Cris viaja para uma estação de pesquisa polar, onde pretende realizar selfies para uma exposição de fotografia que tem a música como base. Cris se surpreenderá com visões de mundo completamente diferentes. Na companhia de cientistas como Cao e o britânico Mark eles descobrirão novos pontos de vista a respeito da vida e da arte. 



Brasil 2017 - Duração: 112 minutos
Distribuição: Imagem - Gênero: drama - Classificação: 14 anos
Data de estreia: 06/07/17







Os Pobres Diabos


Direção: Rosemberg Cariry
Elenco:
Chico Díaz
Sílvia Buarque
Everaldo Pontes
Gero Camilo
Sâmia Bittencourt
Georgina Castro
Nanego Lira
Zezita Matos


Sinopse
O “Gran Circo Teatro Americano” perambula por pequenas cidades dos sertões, até chegar à cidade de Aracati, onde monta uma peça teatral. No cotidiano do circo, acontecem aventuras, nas quais os personagens agem ao modo picaresco dos anti-heróis do romanceiro popular. As dificuldades se acumulam, mas a arte ajuda a superar desventuras e tragédias. O espetáculo não pode parar. 


Brasil 2013 - Duração: 93 minutos
Distribuição: Lume Filmes - Gênero: comédia - Classificação: 12 anos
Data de estreia: 06/07/17






As Aventuras do Pequeno Colombo


Direção: Rodrigo Gava
Elenco:
Isabelle Drummond
José Wilker
Dudu Drummond
Alice Lieban
Luis Carlos Persy
Pietro Mario
Marcelo Garcia
Marcio Simões
Luis Carlos Persy
Isaac Bardavid
Maíra Góes
Sérgio Stein
Guilherme Briggs
Marisa Leal
Mauro Ramos
Duda Espinoza
Sérgio Rossini
Ricardo Schnetzer


Sinopse
Os pequenos Leonardo da Vinci, Cristovão Colombo e Mona Lisa participam de uma sociedade secreta e descobrem fatos ignorados pela ciência medieval. Para salvar a família da falência, Colombo convence os amigos a irem com ele até uma ilha repleta de tesouros. 


Brasil 2015 - Duração: 80 minutos
Distribuição: Downtown/Paris - Gênero: animação - Classificação: Livre
Data de estreia: 06/07/17