quinta-feira, 16 de março de 2017

Era o Hotel Cambridge



Direção: Eliane Caffé
Elenco: 
Carmen Silva
Isam Ahmad Issa
José Dumont
Suely Franco
Thais Carvalho
Mariana Raposo
Lucia Pulido
Ibtessam Umran
Juliane Arguello
Gabriel Tonin
Guylain Muskendi Lobobo
Paulo Américo



Sinopse:
Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas.





Minha opinião:

Ao misturar documentário com drama, Eliane Caffé encontra uma fórmula original e eficiente para expor sua tese, mas inevitavelmente toma partido de um dos lados.
Os atores profissionais nos compelem a ter empatia pelos invasores, o que é uma falsificação do documento. 
É claro que o drama dos refugiados e sem teto é triste e injusto. É claro que deixar tantos apartamentos ociosos é uma tentação para socializarmos a moradia. Mas sem discutir os outros lados da questão trata-se de maniqueísmo.
Portanto é melhor tratarmos o filme apenas como uma obra de ficção que se apropria de atores amadores para lhe dar um verniz mais realista. Pronto, assim teremos um bom filme.
As diversas tramas paralelas, reproduzem o ambiente caótico das ocupações e a sua humanidade. O roteiro foca bastante nos estrangeiros, que não se preocupam em falar português, o que reforça a impressão de 'babel' do cenário. Quando vemos um desses prédios ocupados, imaginamos o que se passa lá dentro, e essa curiosidade é preenchida com doses de humor e ternura.
Carmem Silva, como a velhinha doida é divertida, Isam Issa como o poeta palestino é caloroso, já José Dumont é o chato de sempre.
Como drama, funciona bem. Como documentário é ruim.





Brasil 2016 - Duração: 99 minutos
Distribuição: Vitrine Filmes - Gênero: drama - Classificação: 12 anos
Data de estreia: 16/03/17





Nenhum comentário:

Postar um comentário