quarta-feira, 7 de maio de 2014

Praia do Futuro



Praia do Futuro
Brasil/Alemanha, 2013
California - Gênero: drama

Direção: Karim Aïnouz  

Elenco
Wagner Moura ... Donato
Clemens Schick ... Konrad
Jesuita Barbosa ... Ayrton
Savio Ygor Ramos ... Ayrton (10 anos)
Sophie Charlotte Conrad ... Dakota
Sabine Timoteo ... esposa de Heiko
Yannik Burwiek ... filho de Heiko
Fred Lima ... Heiko
Natascha Paulick ... Bartender
Emily Cox ... Nanna
Ingo Naujoks ... Mecânico
Thomas Aquino ... Jefferson
Christoph Zrenner ... Diretor da escola
Jean Philippe Kodjo Adabra ... atendente
Demick Lopes ... Capitão Motta
Maj. Barreto ... Mergulhador 1
Marcus Davis Andrade Braga ... Mergulhador 2 

Sinopse
No filme, rodado em Fortaleza e Berlim, Wagner Moura é o salva-vidas Donato, que trabalha na Praia do Futuro. Ele começa a escapar de sua vida depois de perder um turista alemão durante um resgate. Não sabendo muito bem lidar com o fracasso, ele acaba conhecendo o amigo da vítima, o alemão Konrado (Clemens Schick), e decide recomeçar a vida indo para Berlim.
Quando Donato (Wagner Moura) começa a se afastar, seu irmão mais novo, Ayrton (Jesuita Barbosa, de “Tatuagem” e “Amores Roubados”), o irmão mais novo, embarca para a Europa em busca daquele que considerava o seu herói.

Praia do Futuro, Ceará. Donato trabalha como salva-vidas. Seu irmão caçula, Ayrton, tem grande admiração por ele, devido à coragem demonstrada ao se atirar no mar para resgatar desconhecidos. Um deles é Konrad, um alemão de olhos azuis que muda por completo a vida de Donato após ser salvo por ele. É quando Ayrton, querendo reencontrar o irmão, parte em sua busca na fria Berlim.

Duração: 90 min. 
Estreia15 de maio de 2014









Facebook oficial: https://www.facebook.com/filmepraiadofuturo


Comentário do editor:

«««««
Karim é um cineasta raro. Ele não tem medo de deixar lacunas na sua narração para que as completemos ou não, segundo nosso repertório. O roteiro dele e de Felipe Bragança se divide em três capítulos bem definidos e faz questão de subverter as tolas regras de 'storytelling', tão em moda. O filme está ainda repleto de lindos planos cheios de significado implícito e sequências fortes, de uma secura aterradora. Wagner Moura entrega a melhor interpretação de sua carreira, com uma angústia contida sempre prestes a explodir. Seu encontro com o irmão já adulto (Jesuíta Barvosa excepcional) traz algumas das melhores cenas do cinema, transmitindo ternura e raiva com a mesma intensidade. Nada menos que uma obra-prima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário